voltar

MERCADO DE INFRAESTRUTURA NO BRASIL: PERSPECTIVAS E DESAFIOS NA RECUPERAÇÃO ECONÔMICA

07.06.2021
MERCADO DE INFRAESTRUTURA NO BRASIL: PERSPECTIVAS E DESAFIOS NA RECUPERAÇÃO ECONÔMICA

Por Thiago Tristão, VP de Riscos Corporativos e CEO Brasil da MDS Reinsurance Solutions

O setor de Infraestrutura já era considerado um dos principais alicerces da economia do País. Com a pandemia da Covid-19, as expectativas em relação a esse segmento tornaram-se ainda maiores e, mesmo assim, os prognósticos para 2021 são positivos: o Brasil continuará avançando em sua agenda de concessõesprojetando investimentos de R$ 137,5 bilhões, principalmente nos segmentos de portos, rodovias, ferrovias e aeroportos.

2020 versus 2021: comparativo e projeções 


Apesar dos obstáculos,
 2020 foi um ano de conquistas para a Infraestrutura brasileira: foram concluídas 86 obras públicas, incluindo a pavimentação de 1.200km de rodovias. Todos os projetos combinados resultaram em investimentos de R$ 31 bilhões.
 

Para 2021, há uma série de expectativas para que o governo viabilize reformas legais, privatizações e novas regulações capazes de aquecer a recuperação econômica através das obras de melhoria nas condições de infraestrutura do país. E ainda segundo o estudo Perspectivas do Mercado de Infraestrutura 2021-2026, realizado pela consultoria Neoway, e divulgado pela Revista Exame, o Brasil pode somar até R$ 71,2 bilhões de investimentos em obras no período analisado. Estão em pauta a atualização de marcos regulatórios, concessões, leilões e vendas de ativos, além, é claro, de investimento interno e externo.  

Em entrevista coletiva online, o Ministro Tarcísio Gomes de Freitas anunciou que as concessões planejadas para este ano contribuirão para a geração de 2 milhões de empregos, e irão abranger todas as esferas de Infraestrutura do País: Social, de Transporte, de Extração e de Manufatura. Conforme Freitas, somente no Paraná, por exemplo, as concessões de rodovias vão atrair R$ 40 bilhões em investimentos, o que resultará em mais caixa para o governo investir na manutenção de outras rodovias federais. Já no setor portuário, a pretensão é atrair R$ 30 bilhões da iniciativa privada, oferecendo concessões de terminais e privatizando a Companhia Docas do Espírito Santo (Codesa), a autoridade portuária capixaba.

Percalços no caminho 


Embora promissor, o setor brasileiro de infraestrutura ainda sofre com fatores como a f
alta de portos, aeroportos e rodovias de qualidade, e até mesmo a baixa conectividade com a internet. Essas e outras questões aumentam os custos de transporte e reduzem a penetração dos serviços internacionais mais sofisticados.
 

Além disso, vale ressaltar que, apesar dos números significativos, apenas 8% das obras de infraestrutura brasileira, em fase de projeto e intenção, possuem uma previsão de início. Todavia, a execução depende de vontade, prioridade e planejamento estratégico. 

O papel do mercado de seguros na Infraestrutura 


A pandemia desencadeou um ponto de virada nos modelos econômicos globais. Foi a partir da corrida por insumos e produtos de primeira necessidade que muitos países passaram a reavaliar sua capacidade de produção interna. Essa revisão demanda um olhar analítico sobre os investimentos que podem viabilizar as 
condições de infraestrutura adequadas, capazes de recentralizar cadeias produtivas e logísticas estratégicas para a economia de cada país.  

Nesse ponto, o mercado de seguros exerce um papel fundamental no desenvolvimento da infraestrutura no Brasil, uma vez que assume os riscos inerentes aos projetostornando-os viáveisA indústria securitária pode contemplar um conjunto de riscos gerenciáveis e seguráveis em projetos de infraestrutura, desde a licitação, assinatura de contratos, ampliação e operação de concessões comuns, administrativas e patrocinadas e acidentes de grande volume sujeitos a ocorrer. Tal respaldo pode vir a ser o diferencial ao manter o equilíbrio e avanço dos projetos do ramo. 

O poder concedente, os concessionários, os usuários, os financiadores e os investidores são os principais beneficiários de um programa de seguros e garantias bem estruturado em conformidade com a matriz de riscos dos projetos. Soluções inovadoras, ferramentas de gestão e mitigação de riscos, bem como o seguro de responsabilidade civil ambiental são alguns exemplos de soluções que podem ser utilizadas para ampliar a segurança dos contratos de concessão atuais e futuros. 

Essas são apenas algumas das diversas soluções que a MDS Brasil oferece para amparar a continuidade das obras de infraestrutura do Brasil. Contamos com um time de especialistas e tecnologias inovadoras para garantir a proteção adequada de sua empresa e suas finanças durante a recuperação econômica do país. 


Acompanhe as páginas da companhia no 
LinkedIn, Facebook e Instagram e conheça as tendências, insights e as novidades do mercado.  

 

Política de Cookies

Este site utiliza Cookies. Ao navegar, você está consentindo o seu uso.Saiba mais

Compreendi