voltar

RISCOS DO MERCADO DE TRANSPORTE AÉREO E COMO PROTEGER O SEU NEGÓCIO

09.09.2021
RISCOS DO MERCADO DE TRANSPORTE AÉREO E COMO PROTEGER O SEU NEGÓCIO

O mercado de transporte aéreo mundial foi gravemente impactado em 2020 com a deflagração da crise sanitária. Em julho do mesmo ano, devido ao limitado acesso entre fronteiras, a demanda por voos internacionais chegou a -94%. E com a redução do comércio nacional e o aumento do trabalho remoto, os voos nacionais tiveram demanda de -78,9%. 

Apesar da queda, o transporte aéreo de cargas manteve a saúde de empresas que operam no setor, ainda que com uma leve queda no consolidado anual. O transporte de cargas fechou o período com 12,5% a menos de volume se comparado com o mesmo mês do ano anterior.  

Os dados de mercado do transporte aéreo são da Agência Nacional de Aviação Civil (ANAC).
 

E qual o cenário atual do transporte aéreo no Brasil? 


V
ê-se que o setor passa por outro cenário no primeiro semestre de 2021, com um grande aumento se comparado ao ano atípico de 2020. A falta de preparo em setores de logística, negócios presenciais e turísticos afetaram diretamente o cenário. 
 

O Setor de transporte aéreo, segundo o IBGE, apresentou crescimento de 60,7% na margem em maio de 2021 se comparado com o mês anterior. Já comparado com o mesmo período de 2020 o aumento foi expressivo: 217,1% 

Porém esse número ainda está aquém do que o setor pode apresentar como resultado. A desaceleração enfrentada no ano passado ainda deixa lastros para o ano atual, com uma recuperação visível porém não muito acelerada.  

O grande responsável pelo crescimento do setor em julho deste ano é o transporte de cargas, que obteve crescimento de 8%, no mundo, só no primeiro semestre. 

O mercado de transporte aéreo de passageiros no Brasil 


O
 setor aeroviário com foco no consumidor final, o passageiro, depende da liberação de atividades econômicas de formas menos restritas.  

A restrição do setor de serviços, turísticos e comércios apresenta diferentes realidades no Brasil, como por exemplo a menor restrição no estado de São Paulo e Rio de Janeiro se comparado com os demais estados. 

A liberação de atividades turísticas depende da melhora nos índices acompanhados por secretarias de saúde no país, com foco principal no percentual de vacinados de toda a população e a queda em internações por complicações decorrentes do vírus Sars-covid-2.  

Destacam-se também setores importantes que ainda enfrentam dificuldades para suas atividades: o de produção cultural e eventos, que costumam aquecer o mercado de passagens aéreas.  

Há ainda a volta do turismo de negócios no país, que já chegou a 45% dos níveis pré-pandemia, segundo dados da administradora de cartão de crédito Mastercard, porém o turismo para lazer ainda se encontra em 33% do valor pré-pandemia.  

Segundo dados da empresa Itapemirim, o Brasil transporta apenas 4% de sua população no mercado aéreo e enfrenta um ambiente de pouca concorrência para possibilitar a ampliação do transporte de passageiros.  

Isso tende a piorar com a recuperação judicial firmada nos EUA pela maior companhia que opera no Brasil: a LATAM. 

O transporte aéreo de cargas 


transporte aéreo de cargas é menos dependente de condições de funcionamento de setores que envolvem a circulação de pessoas e sim mais entrelaçado ao setor de logística, com estocagem, armazenamento, distribuição e abastecimento.  

A atividade de transporte aéreo tem grande foco no mercado internacional, pois é utilizado para distâncias grandes entre regiões, e nacional para áreas pouco acessíveis por transporte terrestre, como a região Norte do país. 

No âmbito internacional, números dos mercados globais de transporte aéreo de carga de junho de 2021, levantados pela Associação Internacional de Transporte Aéreo, mostram que houve aumento de 9,9% em relação a junho de 2019. 

No entanto, o transporte aéreo no Brasil ainda enfrenta dificuldades, com a alta concorrência de linhas aéreas estrangeiras que competem no transporte aéreo de cargas. 

Em 2019, de acordo a Confederação Nacional de Transportes (CNT), o transporte aéreo de cargas foi responsável por 26% de toda a infraestrutura de transportes, o que representa uma fatia significativa do mercado, que é dominado pelo transporte rodoviário .  

Há ainda possibilidade de aquecimento frente a investimentos das gigantes do e-commerce em entregas mais rápidas, atributo de valor muito forte neste setor. 

O desafio legal das transportadoras aéreas  


O mercado de transporte aéreo 
encontra-se dividido entre normas que regulam os contratos de transporte aéreo internacional. De um lado tem-se a Convenção de Montreal, que entrou em vigor no país em 2006 por ação de tramitação no Congresso Nacional. E de outro, o Código de Defesa do Consumidor(CDC).
 

Estes regulamentos dificultam que as empresas operem no país, uma vez que o tratado internacional delimita sistema limitado de indenização por perdas, extravios ou cancelamentos até determinado valor e ilimitada acima deste valor.  

Já o CDC determina indenização ilimitada, subjetiva e prescritível em 5 anos.  

Este risco faz com que o Brasil apresente ainda maiores impedimentos para a atuação de empresas neste setor. 

Além da responsabilidade civil sobre cargas, passageiros, tripulação, pessoas, bens e solo, pode-se destacar como dificuldades os danos que podem ser causados às aeronaves, os sinistros e a alta carga de manutenção. 

Seguro de transporte aéreo como proteção aos riscos 


O transporte aéreo no Brasil é um importante componente da economia. Eles transportam 
passageiros, entregam correspondências, remédios e outras diversas mercadorias para cantos remotos do país e do mundo. 
 

A aviação oferece alta velocidade de comunicação, voos diretos em longas distâncias e capacidade de manobra na ausência de estradas.  

Mas, ao mesmo tempo, está à mercê de outros mercados e da economia, sem contar os acidentes que levam vítimas humanas e a perda de milhões de reais. 

seguro aeronáutico é um tipo de seguro all risks que inclui todos os tipos de riscos que envolvem a operação no transporte aéreo e pode ser aplicado em aeronaves de asas fixas, como aviões, e asas rotativas, como helicópteros. Além disso, pode cobrir uma ou mais aeronaves, o que deve ser negociado com a sua corretora de seguros. 

O Seguro Aeronáutico oferece proteção contra os riscos do transporte aéreo, isto é: 

  • Os danos causados ao casco do avião, também chamado de "célula”, e aos seus motores e equipamentos, conhecidos como "aviônicos”; 
  • Os reembolsos de despesas incorridas por causa dos sinistros; 
  • As responsabilidades civis sobre passageiros, carga, tripulação, pessoas e bens no solo (terceiros) pelas quais o segurado venha a ser obrigado a pagar, judicialmente ou por acordo, em virtude da utilização da aeronave segurada. 

 

MDS Brasil oferece programas de seguro de transporte aéreo contra riscos no solo e durante os voos. Você pode obter conselhos ou obter uma apólice de seguro com um de nossos consultores.

Agora que você conhece mais sobre o mercado de transporte aéreo, aproveite para obter informações valiosas.  

Siga nossas páginas no LinkedInFacebook e Instagram e acompanhe o panorama,  tendências e as novidades do mercado.  Para proteger o complexo da aviação, você pode transferir custos imprevistos para  

 

 

Política de Cookies

Este site utiliza Cookies. Ao navegar, você está consentindo o seu uso.Saiba mais

Compreendi