voltar

SEGURO RESIDENCIAL: O SEU GUIA COMPLETO

24.05.2021
SEGURO RESIDENCIAL: O SEU GUIA COMPLETO

O seguro de casa parece uma perda de dinheiro? Inundação, incêndio, explosão de gás doméstico, com tantos os riscos que estão por aí. Danos causados às residências são comuns, por exemplo, o caso da piscina que desabou em um prédio no Espírito Santo. 

Faz sentido proteger moradias e itens caros, ou pelo menos alguns deles, mesmo que não por muito tempo? Vai sair barato? Como escolher uma seguradora? Confira o nosso guia de seguro residencial para lhe ajudar no processo.

O que é o seguro residencial?


S
eguro de propriedade que cobre perdas e danos à casa. A cobertura do seguro residencial pode se estender a prédios, casas e os pertences pessoais dentro dela. 

Alguns dos danos cobertos pelo seguro residencial incluem danos internos e externos ao edifício, além de perdas ou danos pessoais e outros bens devido a incêndio, água, desastres naturais e outros.

Quais são as principais obrigações cobertas pelo seguro residencial?


É verdade que nem todas as apólices de seguro são iguais, mas algumas seguradoras possuem complementos opcionais que podem alterar a dinâmica de suas apólices de seguro. No entanto, as seguintes obrigações são bastante comuns em todas as apólices de seguro residencial:

Responsabilidade do proprietário

Esta é uma cobertura de responsabilidade pública e cobre você contra qualquer lesão acidental ou dano a terceiros que ocorram em sua propriedade.

Responsabilidade pessoal dos residentes

É algo semelhante à responsabilidade do proprietário, exceto que se aplica aos ocupantes dos edifícios. A responsabilidade pessoal dos residentes se estende para incluir cobertura global de até 90 dias durante o período do seguro.

Responsabilidade do locatário

Boa cobertura, pois cobre o locatário contra qualquer dano ou perda acidental que o torne vulnerável ao locador.


A importância do seguro residencial no Brasil

Segundo o novo anuário da Associação Brasileira de Conscientização para os Perigos da Eletricidade (Abracopel), no ano de 2020, houve uma queda de 10% no número de acidentes de origem elétrica em território nacional. Foram 1.502 acidentes no ano passado, 160 a menos que em 2019 com 1.662 no total.


Apesar da baixa nos índices de prejuízos advindos de acidentes elétricos, é importante se atentar aos danos causados por incêndios, roubos e furtos, explosões, responsabilidade civil, impacto de veículos, quebra de vidros e mais uma série de situações. 

Durante a pandemia, os acidentes domésticos relacionados a crianças e adolescentes cresceram 112%, cerca de 39 mil. Além disso, os lares se tornaram o lugar onde as famílias passam a maior parte do tempo, tanto para trabalho quanto para educação. Diante deste cenário, de acordo com a Confederação Nacional de Seguros, os seguros residenciais cresceram 6,1% no ano de 2020.


Confira as principais coberturas do seguro residencial:

  • Danos elétricos;

  • Incêndio, explosão e fumaça.

  • Escritório em residência;

  • Subtração de bens;

  • Responsabilidade Civil Familiar, danos morais, prática de esportes, empregada doméstica;

  • Roubo, furto qualificado;

  • Perda ou pagamento de aluguel;

  • Desmoronamento total ou parcial;

  • Quebra de vidros;

  • Vendaval, tornado, furacão, ciclone e queda de granizo;

  • Impacto de veículos;

 

Com o aumento significativo de HOME OFFICE as pessoas procuram por uma proteção para os equipamentos que são disponibilizados pela empresa, como notebook, teclados, mouses, telas e celulares. A maioria das seguradoras já oferecem essa proteção se adequando ao novo cenário que o mundo está vivenciando.

 

Além disso, muitas pessoas tem optado por utilizar os serviços e assistências do seguro residencial, Agora que as pessoas estão mais em casa, e a casa virou o escritório, os detalhes como serviços em hidráulica, elétrica e instalações estão aumentando e são disponibilizados na maioria das seguradoras.




Que fatores afetam meu prêmio de seguro residencial?


Tamanho e valor dos ativos

O fator mais importante é o valor de sua propriedade, o conteúdo de sua casa ou seus pertences pessoais. Quanto mais caro for o ativo, maior será o prêmio. A seguradora avaliará o valor de seus ativos. 

Este será o custo necessário para reconstruir ou substituir seus ativos. Em seguida, eles determinarão quanto do prêmio você deve pagar no nível de cobertura que está solicitando.

Locais e riscos envolvidos

A localização é um fator importante no seguro residencial. Se o seu prédio estiver em uma área cara da cidade, provavelmente terá mais segurança e menos risco de vandalismo. 

Se você alugar em uma parte menos segura, corre mais risco de roubo e incêndio. A localização e o risco são os principais fatores que decidem o valor da sua casa.

Registro de reclamações e seguros

Sua história pessoal também é levada em consideração. Quantos anos você tem, número de pessoas que moram em casa e você tem a capacidade de preservar bens. 

Seu provedor de seguro residencial também considerará reivindicações anteriores. Se você tiver uma série de sinistros, é muito provável que obtenha um prêmio mais alto.

Seleção do plano 


Nem todos os planos de cobertura são iguais. Se escolher
limites de cobertura mais altos, ou se sua propriedade tiver um valor mais alto, receberá um prêmio mais alto. 

Se obter cobertura para pertences pessoais e conteúdo doméstico, o custo será mais alto. Se optar por cobrir apenas o conteúdo da casa, economiza um custo adicional. Portanto, uma parte de seu prêmio final depende do plano de cobertura que você escolher.

Escolha de uma seguradora

Qualquer seguradora levará em consideração como o prêmio do seu seguro residencial é calculado. Algumas empresas são avessas ao risco e tendem a cobrar prêmios mais elevados. Outras tendem a ser mais econômicos. Faça uma pesquisa de mercado abrangente antes de se inscrever para uma conta.

Ainda posso comprar um seguro residencial se não tiver os recibos originais?


Recibos e faturas servem como prova de valor
no momento em que você determina o valor de seus itens e reclama os danos, então é importante guardá-los. 

Outras coisas a serem consideradas são documentos de valor e documentos de título. No entanto, se não os tiver em mãos ou, de alguma forma, perdê-lo, ainda pode solicitar um seguro residencial.

Preciso fornecer uma lista de todos os meus pertences?


A maioria dos provedores de seguros residenciais só deseja que você liste itens que tenham um valor específico. No entanto, se um
item exceder o valor máximo, forneça informações adicionais, como descrição e valor. Saiba mais sobre o item único ou limite de item único.

Sua casa protegida com seguro residencial


Há um equívoco generalizado entre os locatários de que você precisa ter uma propriedade para adquirir um seguro residencial. Isso não apenas é verdade, mas também é uma crença arriscada e falsa. 

Porque a verdade é que o seguro residencial é para todos. Os proprietários e inquilinos podem e devem adquirir seguro para proteger sua propriedade. Os inquilinos também devem adquirir seguro para proteger o conteúdo de suas casas.

Ainda está se perguntando sobre sua necessidade de seguro residencial no Brasil? A resposta é sim, pois ninguém pode prever o que acontecerá no futuro. 

O seguro ajuda a proteger a casa e compensa as perdas resultantes de vários acidentes, incluindo proteção contra roubo, proteção contra incêndio e outros. 

É melhor estar preparado para o pior a qualquer momento e começar a proteger sua casa de todos os danos de uma vez. Entre em contato conosco para fazer uma cotação de seguro residencial para ter seu lar protegido.

Além disso, siga nosso Facebook, LinkedIn e Instagram para obter mais conselhos, notícias e informações relacionadas ao mercado de seguros e muito mais!


Política de Cookies

Este site utiliza Cookies. Ao navegar, você está consentindo o seu uso.Saiba mais

Compreendi